Opinião

SaaS, Clusterização e Especialização: foco da estratégia de Parceiros da Sage para 2021

“Queremos que os Parceiros desempenhem um papel ativo na digitalização do país e que encarem 2021 como um ano de esperança, face às adversidades que vivemos – e conquistámos – juntos durante esta pandemia”, diz Josep Maria Raventós, Country Manager da Sage em Portugal

A Sage realizou o seu evento anual para Parceiros, que este ano aconteceu de forma totalmente online e com um novo nome. Sob o mote ‘Start With the Customer’, o Sage Partner Kickoff foi um momento de inspiração que serviu para transmitir confiança no futuro. No seu encontro anual de Parceiros e ISV, ao qual assistiram mais de 700 profissionais do setor, a Sage deu a conhecer a sua nova estratégia de Canal, com uma aposta clara no modelo SaaS e no desenvolvimento de modelos de clusterização e parcerias de colaboração que acrescentam valor ao Ecossistema de Parceiros e ISV. Josep Maria Raventós, Country Manager da empresa em Portugal, explicou que atualmente a Sage já conta com 88% do seu negócio em subscrição e que, apesar das circunstâncias, 64% dos seus Parceiros conseguiu crescer no ano fiscal de 2020, que terminou a 30 de setembro.

 

O futuro: modelos de negócio SaaS

“Incentivamos os nossos Parceiros à transformação progressiva dos seus modelos de negócio para o SaaS, pois sabemos que este é o futuro. Com essa migração, poderão aumentar o lucro dos seus negócios mesmo num cenário adverso. A nossa missão é a de os acompanhar em todo esse processo, mantendo a digitalização como ferramenta fundamental para o seu crescimento.”, afirma Josep Maria Raventós.

Como parte crucial para o sucesso deste plano de transformação contínua, a Sage continua a apostar na aquisição de novos clientes através do seu Ecossistema de Parceiros, que representa já 80% das vendas da empresa.“Apesar das difíceis circunstâncias em que o mercado se encontra, no ano fiscal de 2020 conseguimos conquistar 8.464 novos Clientes, um crescimento de 11% em relação ao ano anterior. 71% destes novos Clientes foi conseguido pelo nosso Ecossistema de Parceiros».

No ano fiscal de 2021, que começou a 1 de outubro, a empresa vai reforçar ainda mais a sua aposta no Canal, nomeadamente no que respeita ao investimento nos setores verticais: “Desenvolvemos soluções, mas quem tem o maior conhecimento destes setores são os Parceiros. São quem tem a interação com os clientes e o know-how necessário para verticalizar as nossas soluções e adaptá-las aos diferentes segmentos de mercado”, refere Josep Maria Raventós.

 

Digitalização: o motor da recuperação económica

No decorrer deste evento, os executivos da Sage quiseram deixar uma mensagem clara: a recuperação do tecido empresarial passa pela “Digitivação”, um conceito baseado na utilização de digitalização e ambientes digitais para que a reativação económica seja mais rápida e eficaz. Josep Maria Raventós destacou no seu discurso que “a estratégia para garantir que Parceiros e Clientes tenham sucesso no próximo exercício é apostar na digitalização como escudo contra a crise”. “A digitalização será a grande alavanca que nos permitirá relançar a economia, maximizar a eficiência do nosso sistema produtivo e sustentar o bem-estar das pessoas”, afirma.

O objetivo principal da empresa continua a ser colocar no centro do seu negócio os seus Clientes e Parceiros, acompanhando-os e ajudando-os a crescer através da digitalização. Para isso, ao portfólio da Sage para o mercado português foram adicionadas duas novidades a nível de produto: os add-ons Arquivo Digital Cloud e Conector e-Commerce, que acompanham as circunstâncias trazidas pela pandemia e vêm facilitar amplamente o trabalho remoto e digital. 

“Lançamos estes produtos tendo em conta as tendências do mercado global e Português, e porque queremos que as empresas possam progredir nas suas jornadas de transformação digital e trabalhar a partir de qualquer lugar sem inconvenientes. Por outro lado, confiamos plenamente nos nossos Parceiros e queremos oferecer soluções que vêm dar resposta às necessidades que nos apresentam. Queremos que eles desempenhem um papel ativo na digitalização do país e que encarem 2021 como um ano de esperança, face às adversidades que vivemos – e conquistámos! – juntos durante esta pandemia”, finaliza Josep Maria Raventós.

 

Artigo publicado originalmente em Business IT