Agenda

Rapture: A exposição inédita de Ai Weiwei 

Ai Weiwei, um dos artistas contemporâneos mais mediáticos da atualidade, expõe pela primeira vez em Portugal com uma mostra inédita intitulada Rapture, que poderá ser vista na Cordoaria Nacional, em Lisboa, a partir deste mês.

 

Eleito o artista mais popular do mundo em 2020 pelo The Art Newspaper, Ai Weiwei é mundialmente reconhecido pelo seu ativismo político e por associar a arte às grandes questões sociais e de direitos humanos da atualidade. A mostra, patente na Cordoaria Nacional de 4 de junho a 24 de novembro, apresenta alguns dos trabalhos mais icónicos deste artista, assim como diversas obras originais produzidas em Portugal.

A exposição, a maior de sempre realizada na Europa, apresenta as várias facetas de Ai Weiwei desde o seu percurso como ativista, símbolo da resistência à opressão e defensor dos direitos civis e da liberdade de expressão, até ao seu labor como investigador das raízes culturais mais profundas da humanidade, em especial das tradições e iconografia chinesas, perdidas ou esquecidas desde a Revolução Cultural de Mao Tsé-Tung. 

Algumas das obras históricas que estarão expostas são Snake Ceiling (2009), uma grande instalação em forma de serpente constituída por centenas de mochilas de crianças, em memória aos estudantes mortos no terremoto de Sichuan, em 2008; Circle of Animals (2010), na qual o artista revisita uma série de esculturas composta por doze cabeças de animais do zodíaco chinês que adornavam uma fonte no jardim Yuanming Yuan, nos arredores de Pequim, durante a dinastia Qing; e Law of the Journey (Prototype C) (2016), que consiste num barco insuflável de 16 metros de comprimento com figuras humanas e faz alusão a um dos temas mais recorrentes na obra do artista: a crise global de refugiados. 

Entre as obras produzidas em Portugal, destaca-se a recriação de Odyssey (2016), através de um painel, com 1800 azulejos pintado à mão por artesãos da Viúva Lamego. A exposição inclui ainda um ciclo de documentários sobre a vida e obra de Ai Weiwei, artista que passou grande parte do confinamento na sua propriedade em Montemor-o-novo.

 

AI WEIWEI / RAPTURE
Data: 4 Junho a 28 Novembro /2021
Local: Cordoaria Nacional, Lisboa