Agenda

10 Documentários que mudam a nossa visão do mundo

Os documentários são um género de filme em ascensão que nos mostram novos pontos de vista sobre múltiplos temas e nos obrigam a repensar a forma como vemos a realidade. Conheça dez sugestões.

 

My Octopus Teacher (2021)

Vencedor do Óscar de Melhor Documentário em 2021, o documentarista sul-africano Craig Foster mergulhou diariamente no mesmo local durante um ano, desenvolvendo uma curiosa amizade com um polvo. O filme prova as invulgares e surpreendentes capacidades cognitivas e de sobrevivência deste animal.

 

Seaspiracy (2021)

O documentário alerta para os excessos da pesca industrial que destrói ecossistemas marinhos e a capacidade dos oceanos em reter carbono. O filme denuncia a ineficácia das leis de conservação dos oceanos e põe em causa tudo o que julgávamos saber sobre a pesca sustentável e a poluição de plásticos no mar.

 

A Life on Our Planet  (2020)

David Attenborough, o mais icónico naturalista do mundo, visitou todos os continentes e explorou os lugares selvagens do nosso planeta. Aos 94 anos ele reflete sobre as alterações devastadoras provocadas pelo ser humano na natureza e partilha algumas ideias e sugestões para um futuro melhor.

 

The Social Dilemma (2020)

Baseado em entrevistas com ex-executivos da indústria tecnológica, o filme explora a nossa dependência crescente dos telemóveis e das redes sociais, cujo modelo de negócio – onde a atenção das pessoas é o produto – está a causar profundas mudanças na forma como vemos o mundo e nas relações sociais e familiares.

 

The Great Hack (2019)

Antigos executivos da consultora britânica Cambridge Analytics explicam como a empresa recolheu dados pessoais de milhões de pessoas, sem consentimento, que foram utilizadas em campanhas políticas, nomeadamente na de Donald Trump, quando concorria à Presidência dos Estados Unidos, e no referendo do Brexit. 

 

American Factory (2019)

O filme da produtora do casal Obama venceu o Óscar de Melhor Documentário de 2019. Anos depois da fábrica da General Motors encerrar a atividade no Ohio, um bilionário chinês abre no mesmo local uma fábrica de vidros para automóvel. Além do choque de culturas, o documentário aborda os conflitos inerentes às relações de trabalho.

 

Free Solo (2018)

Alex Honnold é o alpinista de free solo (escalada sem corda) mais famoso do mundo. O filme, vencedor do Óscar de Melhor Documentário em 2018, conta todos os detalhes sobre a superação de um desafio inédito na história do alpinismo: escalar sem equipamento de segurança o mítico El Capitan, no Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia. 

 

Kiss the Ground (2018)

Este documentário, narrado pelo ator Woody Harrelson e tendo a modelo brasileira Gisele Bündchen como produtora-executiva, alerta para o risco da crescente degradação e contaminação dos solos e apresenta a alternativa da agricultura regenerativa, que sequestra o dióxido de carbono, em vez de liberar e acumular CO2 na atmosfera.

 

Icarus (2017)

Vencedor do Óscar de Melhor Documentário em 2017, o filme parte da investigação sobre o uso de doping no ciclismo, mas transforma-se em algo maior quando Grigory Rodchenkov, chefe do laboratório antidoping russo, revela a existência de um grande programa de uso de substâncias proibidas nos Jogos Olímpicos que ocorreu durante várias décadas.

 

Cowspiracy (2014)

Com produção executiva de Leonardo DiCaprio, o documentário parte das estatísticas oficiais da ONU, segundo as quais o contributo da agropecuária para as emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa é superior a todo o sector de transportes. E interroga-se porque estes dados são desconhecidos ou ignoradas por todos, a começar pelas próprias ONG.