Tendencias

Faça a sua análise Swot profissional e pessoal

A SWOT analysis é uma ferramenta de análise muito útil que tem sido usada com sucesso para identificar as fraquezas, ameaças, pontos fortes e oportunidades de uma empresa. Mas ela também pode ser usada para melhorar a carreira profissional e até a vida pessoal.

A análise SWOT é uma ferramenta de negócios muito simples de aplicar e que nos permite avaliar o nosso ponto de partida para, a partir desse cenário, definir ações para tirar partido dos nossos pontos fortes e melhorar as nossas fraquezas, a fim de alcançar os objetivos que estabelecemos.

 

Como aplicar o conceito?

Este exercício de auto-avaliação envolve a análise de quatro fatores, dois internos e dois externos, que correspondem aos quatro quadrantes da análise SWOT: Fraquezas; Ameaças; Pontos fortes; Oportunidades. O mais importante é ser completamente honesto ao avaliar os quatro fatores da nossa análise SWOT; caso contrário, o exercício não nos ajudará a alcançar os objetivos desejados. Não esqueça que os pontos fortes e fracos permitem avaliar o plano interno, isto é, tudo o que depende exclusivamente de nós, enquanto, as oportunidades e ameaças são uma análise dos fatores externos que nos rodeiam e que raramente conseguimos controlar.

 

Fatores internos: pontos fortes

Ao avaliar os nossos pontos fortes, devemos identificar os atributos ou qualidades que possuímos e que nos distinguem ou nos dão uma vantagem sobre os outros. Por exemplo: Quais são meus pontos fortes? Como me diferencio dos demais? Quais são as coisas pelas quais estou apaixonado, seja no trabalho ou em uma escala pessoal? Em que ambiente me saio melhor ou me sinto mais confortável? Podemos considerar como exemplos de pontos fortes os nossos conhecimentos e estudos, se dominamos um tema técnico com mestria, se demonstramos uma atitude positiva, motivação, saber liderar pessoas ou criar empatia.

 

Fatores internos: fraquezas

A avaliação das nossas fraquezas significa ter a capacidade autocritica de entender o que estamos a fazer de errado, que traços de personalidade nos impedem de atingir os nossos objetivos ou quais elementos ou habilidades que são um obstáculo ao desenvolvimento de carreira. Este exercício poderá ser mais produtivo se perguntarmos aos que estão à nossa volta. Por exemplo, a falta de conhecimento sobre um setor, um baixo nível de línguas, não saber lidar com emoções ou situações de crise, não ouvir os outros, seriam pontos fracos.

 

Fatores externos: oportunidades

Este passo consiste em identificar os elementos externos do ambiente que nos podem ajudar a alcançar os objetivos. Por exemplo, temos meios técnicos, humanos, financeiros suficientes? Que portas de acesso a novos desafios podem ser abertas? Em que podemos contribuir para o desenvolvimento de uma determinada área? A identificação da lista de oportunidades inclui, por exemplo, saber se a área profissional em que trabalho atualmente está a crescer, que tipo de perfis de colaboradores estão a ser procurados, em que áreas existem possibilidade de empreender com pouco investimento, que negócios oferecem mais possibilidade de aprendizagem, etc.

 

Fatores externos: ameaças

A lista de ameaças são fatores externos negativos, que não dependem de nós e também afetam outros, por exemplo, a instabilidade no setor ou na empresa, grande concorrência, saturação da procura por profissionais da nossa área profissional, desafios que exigem competências técnicas ou traços de personalidade que não dispomos, etc.

 

Benefícios da análise SWOT

Depois de terminar a análise SWOT profissional (ou pessoal), ficamos com uma perspetiva global dos nossos pontos fortes e fracos e dos fatores ambientais que favorecem ou prejudicam o nosso futuro profissional (ou pessoal). Agora é a hora de usar todas essas informações para fazer um plano de ação que permita alcançar os nossos objetivos pessoais ou de trabalho, ou seja, como corrigir as suas fraquezas, lidar com as ameaças, fortalecer os seus pontos fortes e aproveitar as oportunidades do mercado.