Tendencias

Zerowaste: 7 passos para reduzir o desperdício

Mais do que um conceito de gestão, o zero waste é um estilo de vida que procura minimizar o desperdício que geramos em nossa casa ou no escritório. Atreve-se a tentar?

Para entender a filosofia do desperdício zero (ou zero waste) é importante clarificar a diferença entre um resíduo e um desperdício (ou lixo, em linguagem corrente). Um resíduo é a etapa final de um processo de transformação do qual resulta algo que ainda pode ser reaproveitado para uma nova utilização. Um desperdício é algo descartável, que não terá utilidade prática no futuro. Daí a urgência em reduzir os desperdícios, idealmente a zero.

O estilo de vida zero waste baseia-se na designada “economia circular”, que tenta eliminar ao máximo a produção de resíduos, não apenas reciclando, reutilizando e revalorizando o maior número possível de materiais, mas também promovendo a fabricação e o uso de produtos que foram desenhados, desde o início, para serem reutilizados a longo prazo.

O que se procura, ao gerar desperdício zero, é mudar os pequenos hábitos quotidianos que dão origem a uma utilização ineficiente dos recursos naturais. Os exemplos vão desde os materiais orgânicos que podem ser convertidos em fertilizantes, as roupas que podem ser reutilizadas, ou vidro, papel e plástico que pode ser reciclados …

Comece com estes 7 passos.

  1. Compra a granel. Podemos reduzir o lixo de uma forma significativa, comprando a granel (em pequenas quantidades). Isso é válido quer para os alimentos (legumes, cereais, frutas, chá, café, etc.), quer para outros produtos de higiene e consumo que encontramos nas prateleiras dos supermercados. Melhor ainda se já sairmos de casa com sacos reutilizáveis. A razão é porque a maior parte do que compramos é vendido em embalagens de plástico.
  2. Não desperdice comida. Ninguém gosta de despejar os restos das refeições no lixo. Planeie melhor as doses diárias de alimentos e aproveite tudo o que ainda está em boas condições para fazer um novo prato. Planeie também melhor as suas compras para evitar que os produtos expirem a data de validade antes de serem consumidos.
  3. Diga “não” ao plástico. É absurdo que artigos com uma utilização tão efémera como os sacos descartáveis, as bebidas, os copos e até as palhinhas usadas nos menus infantis sejam feitas com um material tão poluente quanto o plástico. Em vez disso, procure usar sacos de pano, garrafas de vidro ou o seu próprio recipiente térmico quando pedir um café ou chá.
  4. Seja 100% livre de papel. Tente gerar o menor desperdício de papel possível. Como? Por exemplo, recebendo a correspondência por e-mail, usando guardanapos ou lenços de pano, ou imprimindo documentos que podem ser consultados digitalmente.
  5. Compra e venda em segunda mão. Dê uma segunda vida a todos os bens e utensílios que já não precisa, vendendo-as através de um aplicativo. No que se refere especificamente à roupa, adira à moda sustentável, comprando vestuário orgânico.
  6. Reciclar, reciclar, reciclar. Apesar das inúmeras campanhas de sensibilização, ainda há pessoas que não reciclam tudo o que não reutilizam. Os desperdícios que não podemos evitar, devem ter o ecoponto mais próximo (não o lixo indiferenciado) como destino.
  7. Contagiar os outros. Partilhe o seu novo estilo de vida com a família (especialmente as crianças), os vizinhos, os amigos ou os colegas de escritório. Você pode, a pouco a pouco, inspirar os outros a aderir à filosofia do zerowaste. O planeta agradece.