Agenda

Lisboa: Quando o lixo é arte

Bordalo II inaugurou este mês a sua primeira grande exposição a solo em Portugal, onde apresentou uma retrospetiva do trabalho desenvolvido até agora. Vista por mais de 15 mil pessoas, a mostra de street art pode ser vista até ao dia 3 de Dezembro.

A exposição intitula-se Attero (que significa “desperdício” em latim) e é uma retrospetiva. composta por trabalhos novos que são uma extensão das obras que Bordalo II tem criado em vários locais do mundo, na rua, com lixo. Ao fim de quatro anos e perto de 28 toneladas de lixo artisticamente reaproveitado, Bordalo II decidiu fazer esta exposição, com curadoria de Lara Seixo Rodrigues, que pode ser vista num local pouco convencional, um armazém na zona do Beato, em Lisboa, onde ele tem o seu ateliê.

Attero monkeyA exibição reúne criações produzidas a partir do lixo e que, segundo as palavras do autor, “tem como finalidade levar os visitantes a refletir sobre o seu papel dentro de uma sociedade consumista que trata de forma abusiva os recursos que a Natureza dá.” Para complementar a exposição, Bordalo II organizou alguns eventos associados, caso da produção em vários pontos da cidade de três peças da mesma série visível no seu ateliê, intitulada Big Trash Animals (“Grandes Animais de Lixo”). São elas uma raposa na avenida 24 de Julho, um sapo na rua da Manutenção e um macaco no pátio do armazém onde está patente Attero, no n.º 49 da rua de Xabregas.

Na mostra haverá também um espaço com imagens do trabalho que Bordalo II tem feito pelo mundo, no âmbito da referida série Big Trash Animals. No total são 88 peças que podem ser vistas em 18 países (excluindo Portugal)”. Nesse espaço estará também à venda um livro, que inclui vários testemunhos sobre o trabalho de Bordalo II.

Outras atividades previstas são a visita guiada à mostra pelo próprio artista ou a projeção do documentário Bordalo II – A Life of Waste, com a presença dos realizadores Trevor Whelan e Rua Meegan. Durante três semanas, ocorrerão igualmente visitas guiadas destinadas a sensibilizar os alunos de escolas primárias e secundárias para a ecologia, a conservação dos animais e os riscos ambientais dos desperdícios, e será possível participar em oficinas e assistir a conversas com Artur Bordalo.

Natural de Lisboa, o artista, nascido em 1987, escolheu o nome artístico Bordalo II para prestar tributo ao seu avô, o pintor Real Bordalo. Depois da passagem pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa que o levou a descobrir a escultura e a experimentar vários materiais, Bordalo II focou-se em utilizar o lixo como matéria-prima da sua arte.

A exposição, de entrada livre, está aberta até 3 de Dezembro. Pode ver o teaser da exposição aqui. E na página de Facebook do artista encontrará também várias fotos e atividades relacionadas com a exposição.

 

Attero

Rua de Xabregas 49

1900-439 Beato, Lisboa

Até 3 de dezembro