Editorial

Adaptar para vencer

Nas crises surgem as oportunidades. O segmento Mid-Market, por exemplo, tem verificado um crescimento consistente nesta fase de pandemia, não só devido ao esforço redobrado de adaptação a esta situação desafiante que enfrentamos, mas também porque cada vez mais as empresas reconhecem a necessidade de controlar melhor as suas operações (ERP) e a gestão de tesouraria (XRT). No FY20, 7 dos nossos Parceiros Mid-Market viram o seu negócio Sage crescer. E só neste primeiro trimestre já conquistamos cerca de 20 novos Clientes.

A crise pandémica em que o nosso país e o mundo se encontra obrigou-nos a adaptar para vencer. Esta atitude de reagir proactivamente a qualquer adversidade faz parte dos valores da Sage. Só que a dimensão sem precedentes desta crise pandémica foi (e está a ser) muito desafiante, o que nos levou a um esforço redobrado de adaptação. Este processo foi feito a todos os níveis da nossa organização e baseou-se em responder a uma pergunta fundamental: o que precisamos de fazer para sermos mais eficientes e eficazes em tudo o que fazemos? Isto significa que tivemos de repensar a forma como operamos no marketing, na pré-venda, na venda, na entrega, na forma como lidamos com os Clientes e os Parceiros, na gestão do produto, etc.

Um bom exemplo dessa adaptação incidiu sobre as áreas do marketing, vendas e serviços do Mid-Market. A primeira decisão que tomámos, consistiu em centrar os nossos esforços comerciais nos mercados/indústrias que melhor estavam a resistir às consequências económicas da pandemia. Este processo foi feito a dois níveis: o primeiro com campanhas de verticais de Sage X3 mais globais (Alimentar e Bebidas, e Distribuição) e o segundo com caso de estudo reais dos nossos Clientes em Portugal. O terceiro nível consistirá em divulgar mais amplamente também os verticais dos nossos Parceiros nestas áreas.

A segunda decisão adotada refere-se ao portfolio da Sage neste segmento. Considerámos fundamental relançar o Sage XRT, tanto junto dos nossos Clientes Sage X3 como junto destes mercados compradores, dado que a Gestão de Tesouraria Avançada faz mais sentido para as empresas em momentos de crise, onde a otimização do cash flowé primordial.

A terceira decisão consistiu em intensificar o projeto Costumer Journey. A Sage tem uma enorme base instalada nos seus produtos legacy, que pode e deve continuar connosco quando os Clientes crescem ou quando necessitam de uma solução mais robusta e inovadora. Paralelamente passámos a pagar uma margem de referenciação a qualquer Parceiro que tenha um Cliente que migre para Sage X3 e pagamos de igual forma aos que referenciarem Clientes da concorrência para esse mesmo efeito.

 

Boas vindas à Zagope, Iduna, Navarra, Ibersol e Rodi Industries

Estes três passos ajudaram-nos a criar um pipeline sustentável para começar o FY21 com força e com garantias de que os objetivos a que nos comprometemos seriam atingidos. E foi precisamente isso que aconteceu no Q1. Este esforço deu frutos e permitiu-nos ganhar, apenas no primeiro trimestre deste novo ano fiscal, cerca de 20 novos Clientes. Entre eles, damos as boas vindas à Zagope, à Iduna, à Navarra, à Ibersol ou à Rodi Industries.

Na componente dos serviços também operamos grandes mudanças. Eliminámos os serviços de implementação diretos e criámos o designado Centre of Excellence, que visa ser uma equipa de apoio a Clientes e Parceiros para que estes possam atingir o seu potencial máximo de qualidade na utilização do Sage X3. Este é um processo on going, dado que ainda temos um longo caminho a percorrer para sermos um verdadeiro CoEx, mas cremos que estamos a dar passos largos e seguros rumo a esse objetivo. Contamos com o CoEx global no apoio à nossa equipa local, tal como alguns dos nossos Parceiros já terão visto em primeira mão, em alguns dos seus Clientes e projetos.

Também queremos apoiar e garantir a qualidade entregue pelos nossos Parceiros. Nesse sentido disponibilizámos certificações da metodologia Stream, assim como também o Tool Kit Stream, para que todos os Parceiros possam cumprir com o nível de qualidade que a Sage pretende para o seu ecossistema de Parceiros local e global.

O nosso compromisso e a nossa dedicação aos Parceiros e Clientes, é total e incondicional, de modo a que todos possamos crescer, apesar da conjuntura económica adversa. No FY20, em plena pandemia, 7 dos nossos Parceiros Mid-Market viram o seu negócio Sage crescer, 6 dos quais registaram um crescimento de 2 dígitos. Para este ano, graças à capacidade de adaptação revelada quer pela Sage, quer por todos os nossos Parceiros e Clientes, mantemos intatos os nossos objetivos de crescimento, assim como a nossa capacidade de resiliência e ambição de vencer.

Contamos convosco!

Hugo Ferraz Oliveira
Director, Sales