Tendencias

Como eliminar o plástico das nossas vidas?

Em 2050, haverá mais plásticos do que peixes nos oceanos se as pessoas não pararem de usar plásticos descartáveis, como alertou a ONU. É essencial mudar a nossa “cultura do descartável”, alterando pequenos gestos diários de forma a minimizar o uso de plásticos.

O lixo plástico está a poluir os nossos oceanos, prejudicando os animais marinhos que os consomem e afetando o desenvolvimento económico, por exemplo, o turismo. O Banco Mundial alertou no relatório What a waste 2.0 que todos os anos são gerados 242 milhões de toneladas de lixo plástico no mundo, o equivalente ao peso de 3,4 milhões de baleias azuis adultas. E isso representa apenas 12% do total de resíduos gerados anualmente. Um estudo recente da ONU vai mais longe e diz que em 2050 haverá más plásticos que peixes.

Como podemos contribuir para reverter essa situação? Mudando a nossa “cultura descartável”. É realmente possível eliminar o plástico das nossas vidas? Não, mas podemos e devemos minimizar o seu uso. Damos alguns exemplos…

Reduzo o consumo, antes da reciclagem: Reciclar é excelente, mas sempre deve ser a nossa última opção. A primeira é reduzir o consumo de plástico. Se deixarmos de utilizar plásticos, por exemplo para transportar as compras do supermercado, já não será necessário reciclar.

Não ao plástico, sim às alternativas: as garrafas de água são um dos principais problemas de resíduos plásticos do mundo. O mesmo sucede com o uso de outros recipientes de plástico, lancheiras, palhinhas, talheres, copos, escovas de dentes, garrafas, cabides, biberons, etc. Para todos esses artigos, existem alternativas feitas com outros materiais mais amigos do ambiente, como o vidro, bambu, aço inoxidável, cortiça, madeira, etc.

Compre produtos a granel: isso ajuda a reduzir significativamente o desperdício de plástico, pois evita a embalagem dos produtos. Além disso, podemos passar a comprar exatamente a quantidade que necessitamos a cada refeição, evitando desperdícios. Há cada vez mais lojas e supermercados a vender alimentos, bebidas e até detergentes e outros artigos de higiene e limpeza a granel. Leve os seus próprios sacos reutilizáveis ​​quando for comprá-los.

Opte por alimentos frescos em vez de congelados. Se comprar produtos frescos, estará a evitar a embalagem de produtos congelados, que geram uma enorme quantidade de resíduos plásticos. Outro bom conselho é reutilizar ou congelar as sobras das refeições.