Parceiros

SmartDigit: “As soluções da Sage sempre se destacaram perante a concorrência”

A empresa de Linda-a-Velha conta com a Sage para satisfazer os seus clientes e contribui ativamente para o ecossistema Sage com add-ons próprios.

Nascido na República da Moldávia, no tempo da ex-URSS, Ivan Gustiuc estava certamente muito longe de imaginar como seria a sua vida, décadas depois, em Portugal. O responsável da SmartDigit chegou ao nosso país já adolescente, com a família, para procurar uma vida melhor. “E acertámos”, garante: “na minha opinião, Portugal é o melhor país para viver”.

No entanto, o início da sua vida em Portugal, como qualquer imigrante sem conhecimento da língua, não foi fácil. Trabalhou em jardinagem e, em part-time, fazia entregas de pizzas. Mais tarde viria a trabalhar num minimercado – um emprego que, indiretamente, lhe daria entrada no mundo da informática. “Foi ali que tive o meu primeiro contacto com o Gespos, software entretanto comprado pela Sage e que evoluiu hoje para a solução Sage 50cloud”, explica Ivan Gustiuc.

 

Sage ajudou ao crescimento internacional

“Como, desde criança, cresci entre computadores (nos empregos dos meus pais), em adolescente fui o primeiro a ter computador em casa, e a minha paixão sempre foi a informática”, conta o responsável pela SmartDigit. E foi assim que, um ano após começar no supermercado, acabou por ir trabalhar para a empresa de informática que prestava serviços ao minimercado – e que era um parceiro Sage. “Foi ali que tive a maior evolução no conhecimento da informática, da língua e da cultura portuguesas”, recorda Ivan Gustiuc.

Mais tarde, sempre com vontade de aprender e de evoluir mais, decidiu avançar com um negócio próprio como empresário em nome individual que, mais tarde, se tornaria no que é hoje a SmartDigit, que conta atualmente com 11 trabalhadores.

A SmartDigit começou a trabalhar com produtos Sage por volta da altura em que o referido software Gespos foi adquirido. Para a empresa, foi uma transição natural porque, como refere Ivan Gustiuc, “como trabalhamos com mercados internacionais e já tínhamos conhecimento da Sage, esta aquisição ajudou-nos a crescer ainda mais”.

Hoje, a empresa trabalha sobretudo com a linha Sage 50cloud, uma vez que a maioria dos seus clientes pertence ao retalho, distribuição e indústria, com uma grande percentagem de empresas do setor alimentar. No entanto, a SmartDigit possui também competências avançadas em Sage X3, o que tem levado a uma aposta crescente nesta solução, com a migração de alguns dos seus clientes atuais para a plataforma.

 

Soluções à medida para o canal de Parceiros 

Ivan Gustiuc explica que, “com base nas necessidades e crescimento dos nossos clientes, tivemos também de crescer – tanto em número de trabalhadores, como no tipo de soluções e serviços que oferecemos”. Uma parte importante deste crescimento foi a criação dentro da empresa do departamento de desenvolvimento, para o qual trabalham 80% dos recursos humanos da SmartDigit.

“Hoje, esta divisão da empresa é responsável pela criação de produtos próprios, desenvolvimento à medida e de um leque substancial de add-ons que comercializamos para o canal de parceiros Sage e que ajudam não só a SmartDigit como todo o canal oferecer aos seus clientes soluções que complementam os produtos da Sage” (a lista destes add-ons pode ser encontrada em https://store.smartdigit.pt). Aliás, a SmartDigit marcou presença nas últimas Sage Sessions, realizadas em novembro do ano passado,  apresentando estas soluções aos restantes parceiros.

Sobre o impacto das soluções Sage no negócio da sua empresa, Ivan Gustiuc afirma que “as soluções da Sage, principalmente nas áreas onde atuamos, sempre se destacaram perante a concorrência por serem super-rápidas de implementar e fáceis de usar – o que é uma grande ajuda no momento de combater a tradicional resistência à mudança que existe por parte dos funcionários dos nossos clientes, habituados a trabalhar com outros programas”.

O resultado é que “a linha Sage 50cloud tem muita concorrência no mercado”, reconhece este responsável, “mas, mesmo assim, nenhum concorrente conseguiu ainda ter no mercado tantas licenças ativas como a Sage”.

 

Futuro está nas soluções simples e personalizáveis

Para Ivan Gustiuc, a simplicidade e facilidade de utilização são chaves para a forma como vê o desenvolvimento do mercado. “Penso que nos anos 90 e no início deste século, ter um software de faturação era apenas uma ‘moda’; mas depois passou mesmo a ser uma obrigatoriedade legal. Quanto ao futuro, penso que irá passar por soluções simples, mas completas e personalizáveis ao negócio, que ajudem as empresas a se adaptar facilmente às exigências do mercado, ao mesmo tempo que obtêm um controlo e análise total do seu negócio”, justifica.

E conclui: “o futuro passa pela mobilidade total, em que a maioria das pessoas deixarão de estar presas às suas secretárias e ter horários fixos, desta forma saboreando mais a vida (dedicar mais tempo a si e à família) e, ao mesmo tempo, conseguindo executar as suas tarefas profissionais mais rápida e eficazmente, com a máxima dedicação.”

 

Pode saber mais sobre a Smart Digit aqui.